NOVO AUDI A3 1.8 TFSI – Menos por mais?

Na onda da renovação do BMW série 1, da chegada da Mercedes Classe A e do novo Golf em território nacional, já era hora a Audi trazer o novo A3. Tive a chance de passar um bom tempo com o modelo 1.8 TFSI  durante uma gravação do Amigos Por Carros.

Korncars AUDI A3 Sportback 2013 I

O que muda com o novo motor?

Curiosamente, por uma razão que ainda não consegui entender, a opção da marca foi por trazer o Audi A3 com o motor 1.8 TFSI, e não o bom e velho 2.0 TFSI, atualmente esparramado pelos demais modelos da marca e da Volkswagen.

A potência cai para a casa dos 183 cvs. O torque também cai para 25,5 Kgfm. É perceptível a queda? Sim. O 2.0 TFSI parece mais agressivo. Esse 1.8 é marginalmente menos arisco e rápido. Quem dirigir os modelos VW com o 2.0 TFSI vai perceber do que estou falando.

Há quem diga que as montadoras estão escondendo o jogo com esses números e que o A3 1.8 TFSI rende números de cavalaria e torque muito próximos do antigo 2.0 TFSI, porém, ali “no pé”, insisto em dizer que o antigo A3 era mais rápido.

No papel, a Audi diz que o A3 1.8 TFSI equipado com o câmbio S-Tronic de dupla embreagem  (7 marchas) é capaz de ir de 0 a 100 Km/h em 7,3 segundos e atingir a máxima de 232 Km/h.

Korncars AUDI A3 Sportback 2013 VI

O carro evoluiu em relação ao anterior?

Bastante. É notável que a Audi se preocupou em dar mais sensibilidade ao que se passa com o eixo dianteiro por meio da direção sob condições mais fortes de pilotagem, uma coisa que sempre me incomodou muito nos veículos da Audi, em especial no antigo A3. O carro também parece estar mais equilibrado, parece que há menos peso acumulado na frente do veículo.

Porém, não se engane, aquela direção anestesiada e a sensação de peso demais em cima do eixo dianteiro ainda estão lá, apesar de mais escondidas.

O grande mérito do novo A3 está, construído em cima da plataforma do VW Golf MK VII, foi reduzir peso. Dependendo da versão, a perda de peso chega a quase 90 Kgs comparativamente à geração anterior. O A3 Sportback 1.8 TFSI dirigido pesa cerca de 1340 Kgs. Ao mesmo tempo, a rigidez do chassi melhorou também.

Você percebe que, no geral, o novo Audi A3 é um carro mais competente que o antigo em termos de suspensão, direção e chassi.

O que muda na tocada?

Se o carro deu um grande salto em termos de redução de peso e chassi mais refinado, parece que a Audi quer fazer do A3 definitivamente um carro de “passeio”, abandonando um pouco aquela alma mais arisca das antigas gerações.

O carro está tremendamente confortável e mais do que capaz de absorver irregularidades do asfalto. Para quem dirige e vai na frente, passar horas a bordo do A3 é excelente. A direção com assistência elétrica está entre as mais leves que já experimentei. O câmbio é tão suave que se faz completamente imperceptível nas trocas de marcha. Aliás, até mesmo as respostas do câmbio aos comandos do motorista ficaram mais comportadas e, por momentos, mais lerdas.

A resposta do acelerador ainda é letárgica, como sempre foi no antigo A3 Sportback. Você encosta com força no pedal e o carro hesita em responder prontamente. Há um hiato de tempo até que ele entenda que você está com intenções libidinosas atrás do volante.

Se por um lado o novo Audi A3 sacrificou de vez o pouco de pegada esportiva que ele tinha, não dá para reclamar do novo caráter “tiozinho” do carro. Há muitos mimos espalhados por todos os lados da cabine. A cor e design do painel é muito agradáveis aos olhos e parecem ter saído de carros mais caros. A central de multimídia é completa, não falta nada, mas não é tão intuitiva e fácil de manusear como a que equipa os modelos VW, por exemplo.

Os bancos do novo modelo também parece menos rígidos que no modelo anterior, denotando a escolha mais voltada para o conforto.

Para quem vai atrás, no entanto, o plástico atrás dos bancos dianteiros incomoda se o joelho do passageiro ficar encostado, assim como a altura do carro continua ruim para quem tem mais de 1,85 metro.

Korncars AUDI A3 Sportback 2013 II

Quer dizer que o interior do carro é completamente premium então?

Apesar da central de multimídia, teto solar, faróis de xenônio e ajustes elétricos no banco do motorista, a Audi comete um pecado ao vender esse A3 sem banco e revestimento das portas em couro. Empobrece demais o carro. Um erro besta, ainda mais considerando que quem compra um carro desses espera que o conceito “premium” seja levado ao pé da letra. Dizem que a culpa é do IBAMA, que anda impondo restrições e taxas para carros importados que estão chegando no país com bancos de couro (se for verdade, um tremendo parabéns para nossos “mais do que capazes” governantes).

Korncars AUDI A3 Sportback 2013 V

É uma cabine de contrastes, mesclando partes realmente bem acabadas e completas, com coisas mais “pobres”. Ajustes elétricos para o motorista e manivelas para o passageiro. Painéis muito bem acabados e revestidos por materiais nobres, fazendo parceria com bancos de tecido. Acreditem, eu estou para conhecer um cara que compra um Audi, leva colocar couro “paralelo” e fica feliz com isso.

Conclusão

Se o Audi A3 costumava atrair todos aqueles atrás de uma pegada mais esportiva, parece que a marca agora quer atrair as mães e pais dessas pessoas, que procuram mais refino e conforto. Há possibilidade de escolher modos diferentes de condução, mas mesmo no modo dynamic, mais esportivo, a resposta do acelerador, peso da direção, resposta do câmbio aos comandos do motorista é LERDA. Comparativamente ao GOLF GTI novo, carro com preço praticamente idêntico (antes que crucifiquem a comparação), há um abismo de diferença!

Visualmente falando, a mudança fez bem para o carro e o rejuvenesceu. Deixou com o visual mais agressivo, embora a alma do carro tenha envelhecido. Reforça o que eu sempre disse – a Audi, exceto pelos seus modelos S, RS e R, parece estar sempre em conflito de identidade. Tem horas que quer o visual e agressividade da BMW, mas quer brigar, ao mesmo tempo, com o luxo e conforto do Mercedes Benz.

Não vou desmerecer o carro. Acho um tremendo produto para o dia a dia. Arrisco a dizer que prefiro em relação ao Classe A, mas ainda sou mais a BMW série 1, devido ao meu perfil de condução e o que busco em um carro.

Korncars AUDI A3 Sportback 2013 IV

Anúncios

2 comentários sobre “NOVO AUDI A3 1.8 TFSI – Menos por mais?

Leave a Reply / Deixe Seu Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s