BMW 435i 2014

Nossa, uma nova série de veículos BMW? Nos tempos de proliferação dos mais variados nichos de carro, um poderia pensar que sim, mas a resposta é um sonoro “não”.

A verdade é que algum “psicopata” sem a menor noção ou conhecimento de BMW no departamento de marketing ou de novos produtos da marca resolveu que seria “bonitinho” aposentar o série 3 coupé e passar a chamá-lo de “série 4”. Ainda estou para ouvir uma justificativa plausível para essa mudança. Simplesmente assassinaram a alcunha “M3”, pois, agora, o antigo “M3” será chamado “M4″… isso é confuso… para não dizer doentio!

Bom, enquanto não chega o “M3″… errr… “M4”, a mídia especializada do velho continente andou botando as mãos no atual 435i. A versão que tem sido testada é a standard, ou seja, nada de ///M sport pack por hora.

Nessa versão “ordinária”, o 435i, com seu motor turbinado 6 cilindros em linha, produz 306 Hp (declarados… e todos nós sabemos como a BMW adora mentir sobre a força de propulsor) a 5800 rpm e 40,8 Kgfm a 1200 rpm. Equipado com o novo câmbio automático de 8 marchas ZF, o 435i é capaz de ir de 0 a 100 Km/h em 5,1 segundos e atingir a velocidade máxima de 250 Km/h (limitada eletronicamente). O peso total do 435i é de 1600 Kgs.

Até o momento, as impressões sobre o modelo têm sido muito semelhantes as antigo série 3 coupé E90. Apesar de ser um carro duas portas, com pretensões mais sportivas que um sedã, o carro deixa a desejar no aspecto visual. É muito sutil, anestesiado e passa despercebido. Ok, até estamos no quesito subjetividade e deixo para vocês as fotos para que possam olhar melhor e tirar suas próprias conclusões.

A questão mais séria quando o assunto é o série 4 é que o carro precisa ter mais alma comparativamente ao série 3. Antes, o coupé podia se esconder  e culpar toda a sua falta “sal” no fato de ser apenas um derivado do sedã. Mas, agora, o pulo para uma categoria própria, fez com que muitos esperassem algo um pouco mais especial, ainda que fosse apenas no aspecto dinâmico ou na tocada.

Reviews europeus indicam, no entanto, que o 435i falha em despertar mais emoções no departamento interno das calças. Não é um carro muito superior dinamicamente ao 335i e, por outro lado, deixa a desejar no quesito diversão em comparação ao M135i. Notem, estamos falando de três carros que têm exatamente o mesmo conjunto mecânico, sendo que o 435i é o mais caro e não necessariamente o melhor.

A BMW declara que o 435i é, em média, 6% mais rígido, direto e firme que o 335i. De fato, o curso de suspensão do carro é 1 cm mais baixo e a posição de dirigir também é mais baixa que no 335i. Por dentro, o acabamento não difere muito, exceto em detalhes, do irmão sedã, 335i.

A BMW diz que venderá um ///M performance kit para o modelo (que provavelmente será disponível também para o 335i) que endurecerá ainda mais a suspensão, bem como adicionará mais 34 Hp e 5 Kgfm de torque. Talvez, a questão que eu colocaria é: considerando que o 435i é um carro que se separou da antiga identidade para ter um apelo próprio, não deveria a BMW lançar/vender o carro somente com o ///M performance kit?

Apesar dos pesares, o 435i continua sendo um coupé razoavelmente prático (como toda BMW série 3 coupé sempre foi) apesar da ausência de portas traseiras. Os bancos traseiros acomodam mais do que anões ou recém-nascidos, e o porta-malas é decente.

Acho que, no “frigir dos ovos”,  meu inconformismo vem muito mais do fato de esperar um “algo mais”… um “extra” para terem assassinado o antigo série 3 coupé. Na realidade, o 435i continua sendo um excelente série 3 coupé, mas muito longe de ser algo novo, especial ou exclusivo.

As chances de vermos o modelo por aqui devem ser baixas. A BMW do Brasil não investe muito nos coupés, haja vista pelas pouquíssimas unidades de 335i e 325i na geração E92 aqui no Brasil. Certamente veremos, por outro lado, o ///M4 por aqui nos próximos anos. Até lá, pelo menos, o 435i é o mais próximo da realidade que temos para o visual do futuro ///M4.

ImageImageImageImageImageImage

Anúncios

Um comentário sobre “BMW 435i 2014

  1. Ótimo texto, Korn. Confesso que ando um pouco decepcionado com a BMW nos últimos tempos, sou fã das E90 e E92, e acho que tanto a Série 4 quanto as novas F30 são um pouco sem sal e com uma frente de gosto um tanto quando duvidoso. Abs.

Leave a Reply / Deixe Seu Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s